Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Justiça decide se padre que atropelou suspeito de furto vai a julgamento

    Padre pode responder por homicídio qualificado

    Além do religioso, também foram intimadas a depor oito testemunhas de acusação e três de defesa
    Além do religioso, também foram intimadas a depor oito testemunhas de acusação e três de defesa Reprodução/CNN

    Isabelle SalemeCarlos Amaralda CNN

    em São Paulo

    A Justiça ouviu na última sexta-feira (27) o depoimento do padre Gustavo Trindade dos Santos, acusado de atropelar um homem que teria furtado uma igreja em Santa Cruz do Rio Pardo.

    Além do religioso, também foram intimadas a depor oito testemunhas de acusação e três de defesa.

    A imprensa não teve acesso aos depoimentos, mas o juiz responsável pelo caso vai se basear neles para decidir se o padre vai, ou não, a julgamento por homicídio qualificado, por não ter dado chance de defesa para a vítima.

    O atropelamento, que aconteceu em maio do ano passado, foi flagrado por câmeras de segurança. As imagens mostram o momento em que o carro, que pertence à Diocese de Ourinhos, é jogado contra um homem que passava na calçada.

    Segundo a polícia, o rapaz atropelado furtou, de dentro da paróquia de Santa Cruz do Rio Pardo, roupas obtidas pela igreja em um bazar. As sacolas foram encontradas com ele após o atropelamento.

    O homem atropelado foi preso em flagrante e ficou sob escolta na Santa Casa da cidade, mas acabou não resistindo às complicações dos ferimentos.

    A Diocese de Ourinhos informou que o caso está sendo apurado e que as providências cabíveis serão tomadas.