Justiça manda prefeitura de Natal retirar ivermectina do protocolo da Covid-19

Município também não pode promover remédio, indicado contra vermes e parasitas

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A Justiça do Rio Grande do Norte determinou que a prefeitura de Natal retire a ivermectina do protocolo de tratamento de pacientes com a Covid-19. É a primeira capital do Brasil a receber essa decisão — cabe recurso.

A decisão atendeu a um pedido do senador Jean Paul Prates (PT-RN), líder da minoria no Senado, e, além da retirada da substância do protocolo, também não pode promover o remédio como forma de prevenção ao novo coronavírus. A ivermectina é um remédio indicado contra vermes e parasitas, como piolhos e lombrigas.  

“O ato administrativo [da prefeitura] pode evidenciar que o ente público está a adotar e incorporar, como regra, sem base em evidência científica, um tratamento oficial para a Covid-19, o que pode confundir ou gerar expectativas que resultem frustrantes nas pessoas. Também pode sugerir que médicos possam se sentir induzidos, ou mesmo obrigados, a receitar a ivermectina, mesmo que entendam que pode não ser eficaz ou benéfico ao paciente, com a possibilidade consequências à saúde dos pacientes”, escreveu o juiz Cícero Martins de Macedo Filho, da 4ª Vara da Fazenda Pública.

Caixas de ivermectina
Caixas de ivermectina
Foto: Divulgação/Prefeitura de Itajaí

 

Mais Recentes da CNN