Maioria do STF decide contra emendas de relator e mais da noite de 9 de novembro

5 Fatos Noite, apresentado por Carol Nogueira, repercute as principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

A formação de maioria no STF para suspender as chamadas “emendas de relator”, a anulação no STJ das provas contra Flávio Bolsonaro no inquérito que investiga o suposto crime de “rachadinha” e o anúncio da Caixa Econômica Federal de uma nova linha de crédito voltada para pessoas que queiram instalar sistemas de energia solar são alguns dos destaques da noite desta terça-feira, 9 de novembro.

Suspensão de emendas de relator

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria para suspender as chamadas “emendas de relator”. O mecanismo permite que o governo distribua recursos do orçamento impositivo a parlamentares.

STJ anula provas contra Flávio Bolsonaro

A maioria do Superior Tribunal de Justiça (STJ) anulou provas contra Flávio Bolsonaro no inquérito que investiga o suposto crime de “rachadinha”. O placar foi de quatro a um. As decisões do juiz Flávio Itabaiana foram consideradas nulas, e agora o caso volta à estaca zero.

Explicações da Petrobras

O Senado aprovou o convite ao presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, para explicar os sucessivos aumentos nos preços dos combustíveis. Os ministros Paulo Guedes e Bento Albuquerque também foram convidados. A audiência foi marcada para o próximo dia 23.

Crédito para energia solar

A Caixa Econômica Federal anunciou uma nova linha de crédito voltada para pessoas que queiram instalar sistemas de energia solar em casa. A nova linha deve ser disponibilizada nas agências em breve.

Malala Yousafzai

A ativista Malala Yousafzai, vencedora do Prêmio Nobel da Paz de 2014, se casou em Birmingham, na Inglaterra. A jovem paquistanesa não deu informações sobre o noivo, apenas que ele se chama Asser.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br.

(Publicado por Daniel Fernandes)

Mais Recentes da CNN