Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Mais de mil profissionais de saúde já foram vacinados em São Paulo

    Estado começou a imunização com a Coronavac por médicos, enfermeiros, auxiliares e demais profissionais que atuam na linha de frente da pandemia

    Anne Barbosa,

    da CNN, em São Paulo

    O estado de São Paulo já imunizou mais de mil profissionais da saúde contra a Covid-19 até o momento. Na segunda-feira (18), o primeiro dia de vacinação no interior de São Paulo, 20 pessoas receberam a primeira dose da Coronavac em Campinas. Na capital, a vacinação começou no domingo (17).

    A imunização dos profissionais da saúde em outros municípios do estado começa nesta terça-feira (19).

    Pelo Brasil, o Ministério da Saúde também começou a distribuir as doses da Coronavac para todos os estados e o Distrito Federal na segunda-feira. Os governos estaduais serão responsáveis por levar as vacinas até os municípios, em parceria com o Ministério da Defesa.

    Pouco mais de 1,3 milhão (1.357.640) de doses da Coronavac foram destinadas a São Paulo. Até a terça-feira, a prioridade é o abastecimento dos hospitais-escolas. Além da capital e de Campinas, completam a lista os Hospitais das Clínicas de Ribeirão Preto, Botucatu e Marília, além do Hospital de Base de São José do Rio Preto.

    Metade das doses foram destinadas para o Hospital das Clínicas da capital paulista. A técnica de enfermagem Juliana Campagna foi a primeira funcionária da instituição a ser imunizada no Centro de Convenções Rebouças, onde aconteceu a vacinação dos profissionais do HC. 

    Agora, Juliana vai ajudar na imunização dos colegas. “Não só eu, mas todos nós da linha de frente estamos sendo aqui imunizados para mostrar a importância da vacinação”, destacou a profissional de saúde.

    Juliana Campagna, técnica de enfermagem do Hospital das Clínicas de SP
    Juliana Campagna, técnica de enfermagem do Hospital das Clínicas de SP, foi a primeira profissional da instituição imunizada contra a Covid-19
    Foto: Reprodução/CNN Brasil (19.jan.2021)

    (Publicado por: André Rigue)