Mauricio Pestana: Brasil ainda lembra o período da escravidão

Para o Especialista CNN em Direitos e Inclusão, país ainda vive em um sistema "meio colonial"

Raphael Buenoda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Na próxima sexta-feira (13), a abolição da escravatura no Brasil completa 134 anos. E, mesmo após mais de um século de abolição, ainda existem registros de trabalho análogo à escravidão no país.

Em 2021, foram feitos os resgates de quase 2.000 pessoas nessas condições. Para Maurício Pestana, Especialista CNN em Direitos e Inclusão, é necessário pressão social e política para coibir esse tipo de abuso.

“(…) Isso também tem que ser uma pressão da sociedade, diga-se de passagem, e uma pressão política. Precisa, sim, de políticas públicas”, afirmou.

Pestana afirmou também que o Brasil segue vivendo num regime de injustiças, como no período da escravidão.

O Brasil ainda lembra um pouco o período da escravidão, onde quem era punido era o escravizado, no máximo o capitão do mato, mas o senhor do engenho nunca ia parar na cadeia. A gente ainda vive num sistema meio colonial aqui no Brasil

Mauricio Pestana, Especialista CNN

Veja mais no vídeo acima.

Mais Recentes da CNN