MP do Rio vai analisar se houve irregularidades na festa de Cláudio Castro

Governador interino comemorou aniversário durante recesso sanitário no estado

O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC)
O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC) Foto: André Melo Andrade/Immagini/Estadão Conteúdo

Stéfano Salles, da CNN no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) confirmou nesta terça-feira (30) que vai analisar as circunstâncias da festa do aniversário do governador interino Cláudio Castro (PSC) em Petrópolis, na região serrana. Após a análise, o órgão vai avaliar quais providências tomará sobre o assunto.

O evento aconteceu no último sábado, dois dias antes de Castro completar 42 anos.

Depois de ter sido flagrado confraternizando em meio ao recesso sanitário de dez dias aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) e sancionado por ele, o governador interino pediu desculpas à população. O assunto foi também abordado em entrevista coletiva realizada nesta terça, durante o lançamento do calendário único de vacinação. 

“Foi uma comemoração que era com a minha família, com os meus pais, meus sogros, pessoas que já convivem comigo todo dia. Ontem mesmo eu pedi desculpa. Sinceramente, acho que esse assunto, é importante quando a autoridade reconhece também o erro. A gente tem a humildade tranquila de reconhecer quando erra, eu já pedi desculpas”, afirmou. 

Além do decreto do próprio governador interino, o município de Petrópolis também editou normas restritivas para o período, acompanhando o teor da decisão do estado. Entre elas, a proibição de aglomerações até o dia 4 de abril (Domingo de Páscoa).

Mais Recentes da CNN