Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Número de mortes causadas por chuvas em São Paulo aumenta para 27

    Segundo o Corpo de Bombeiros, mais três corpos foram encontrados em Franco da Rocha

    Henrique AndradeJulyanne Jucáda CNN

    São Paulo

    O número de mortes em decorrência das chuvas no estado de São Paulo aumentou para 27, nesta quarta-feira (2). Entre as vítimas há um total de oito crianças. Além disso, há 13 feridos e sete desaparecidos.

    Durante a madrugada, o Corpo de Bombeiros encontrou mais três vítimas de deslizamentos de terra em Franco da Rocha.

    A cidade de Franco da Rocha, que fica na Região Metropolitana de São Paulo, foi a mais atingida pelas fortes chuvas da última semana e registra 11 óbitos em decorrência dos impactos.

    O Corpo de Bombeiros de São Paulo permanece em busca de sete pessoas desaparecidas nos escombros dos deslizamentos. Segundo a corporação, os trabalhos são ininterruptos e “só serão interrompidos caso a segurança seja afetada.”

    A Defesa Civil de São Paulo chegou a reconhecer, por volta das 09h desta quarta (2), mais uma morte, que teria sido descoberta em Francisco Morato. Isso levaria o total para 28 mortos. Porém, por volta de 12h45, a Defesa Civil corrigiu seu boletim dizendo que uma morte na cidade estava sendo computada em duplicidade.

    A contagem oficial se mantém em 27 vítimas fatais das chuvas.

    De acordo com a Defesa Civil do estado, 4.651 famílias estão desabrigadas ou desalojadas por causa das tempestades. Ao todo, 37 municípios foram afetados. Os 27 óbitos foram registrados no seguintes municípios:

    • Franco da Rocha: 11
    • Francisco Morato: 4
    • Embu das Artes: 3
    • Várzea Paulista: 5
    • Arujá: 1
    • Ribeirão Preto: 1
    • Jaú: 1
    • Itapevi: 1

    O governador João Doria (PSDB) visitou as regiões afetadas pelas chuvas no último domingo (30/01) e anunciou a liberação imediata de R$ 15 milhões para auxiliar as prefeituras de dez cidades na recuperação urbana e social.

    O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, anunciou, em coletiva nesta terça-feira (1°), que o governo federal fará, nos próximos 15 dias, conversas sobre linhas de financiamento e formas de trabalhar em conjunto com os prefeitos das cidades paulistas atingidas pelas chuvas.

    O presidente Jair Bolsonaro (PL), após sobrevoar algumas áreas afetadas pelas tempestades, também participou do evento. Ele lamentou as mortes e disse que será feito o possível para auxiliar a região.

    Bolsonaro afirmou que o secretário de Defesa Civil foi enviado ao estado e os prefeitos das regiões foram contatados. Segundo disse, seis ministros também estavam na coletiva.