Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Coronavírus jogou luz sobre desigualdade social na cidade de SP, diz Bruno Covas

    Segundo a 4ª etapa do Inquérito Sorológico, jovens das classes D e E são os mais infectados pelo novo coronavírus em comparação aos das classes A e B

    Da CNN, em São Paulo

    A quarta etapa do Inquérito Sorológico da Covid-19 apresentado pela prefeitura de São Paulo nesta quinta-feira (13) aponta que cerca de 1,3 milhão de pessoas na capital paulista já se contaminaram e têm anticorpos.

    Ainda segundo o levantamento, jovens das classes D e E são os mais infectados pelo novo coronavírus em comparação aos das classes A e B. Os negros e pardos têm 80% mais chances de se infectar pela doença se comparados aos brancos.

    Para o prefeito da capital paulista, Bruno Covas (PSDB), “o coronavírus jogou luz sobre a desigualdade na cidade de São Paulo”.

    Em entrevista à CNN, Covas disse que a prefeitura tem trabalhado no que, segundo ele, é mais importante: as periferias da capital.

    “Nós já fazíamos um acompanhamento nos 14 distritos de maior ascendência da doença. Agora estamos fazendo nos 18 distritos de maior incidência”, falou.

    O prefeito também afirmou que a prefeitura atuou “em todas as frentes que estavam à disposição”, garantindo algo que muitas cidades mundo afora não garantiram. Segundo ele, todas as pessoas que buscaram a rede pública de saúde receberam tratamento. 

    Covas pontuou que não acredita que a imunidade de rebanho seja a forma mais adequada para se combater uma pandemia.

    Assista e leia também:

    Aplicativo que monitora pacientes com Covid-19 chega a 120 cidades de SP

    Novo estudo sugere que a Covid-19 pode ser transmitida pelo ar

    Quando teremos uma vacina eficaz contra a Covid-19?

    Bruno Covas
    Bruno Covas (PSDB), prefeito de São Paulo
    Foto: CNN (13.ago.2020)

    “Países que apostaram inicialmente na comunidade de rebanho, como é o caso da Inglaterra, retrocederam depois”, disse, acrescentando que, por isso, o isolamento social continua sendo uma aposta a fim de evitar o contágio da doença.

    “Até porque não há nenhuma conclusão na área da ciência de qual é o índice que a população deve ter para chegar na imunidade de rebanho”.

    Segundo ele, São Paulo conseguiu ter o pico da doença contido, passou pelo estágio de platô e, agora, os índices já estão regredindo. 

    (Edição: Sinara Peixoto)