Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Onda de calor no Brasil vai até 10 de maio, diz Climatempo

    Estados da região centro-sul deverão ter temperaturas até 5ºC acima da média; Rio Grande do Sul tem alerta de tempestades

    São Paulo é será um dos estados mais atingidos pela onda de calor, diz Climatempo
    São Paulo é será um dos estados mais atingidos pela onda de calor, diz Climatempo Aloisio Mauricio/Fotoarena/Estadão Conteúdo - 28.abr.2024

    Da CNN

    A onda de calor que atinge o Brasil desde o dia 22 de abril deverá se intensificar ainda mais e se estender, pelo menos, até o dia 10 de maio, segundo a Climatempo. Esta é a quarta onda de calor que o país enfrenta desde o início do ano.

    “O sistema de alta pressão em médios níveis da atmosfera continua bloqueando o avanço das chuvas sobre as áreas afetadas, além de intensificar a circulação do ar, o que impede a formação de nuvens de chuva intensas e eleva ainda mais as temperaturas”, informa a Climatempo.

    Em toda a área dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul e em partes do Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás, as temperaturas registradas até 10 de maio deverão ser até 5ºC acima da média.

    O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de perigo relacionado a onda de calor, válido até quarta-feira (1º), abrangendo o Mato Grosso do Sul e partes do Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso.

    Em partes do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso e Rondônia, as temperaturas deverão ser de 3ºC a 5ºC acima da média.

    “É importante ressaltar que, nesta época do ano, o calor costuma ser menos intenso devido à menor incidência de radiação solar e dias mais curtos. No entanto, essa onda de calor está trazendo temperaturas típicas de verão para o outono brasileiro, desafiando as expectativas climatológicas usuais para o mês de maio”, acrescenta a Climatempo.

    Para esta segunda-feira (29), as máximas devem chegar a 30ºC em Curitiba (PR), 31ºC em São Paulo (SP), 34ºC no Rio de Janeiro (RJ), 32ºC em Vitória (ES), 31ºC em Belo Horizonte (MG), 33ºC em Campo Grande (MS), 34ºC em Goiânia (GO) e 37ºC em Cuiabá (MT). As previsões são do Inmet.

    Risco de tempestades

    O Inmet também emitiu um alerta de perigo de tempestade para quase todo o Rio Grande do Sul e o o sul de Santa Catarina. Segundo o órgão, há risco de chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (de 60 a 100 km/h), e queda de granizo. O alerta é válido até quinta-feira (2).

    Há um alerta de perigo potencial de tempestades, válido até terça-feira (30), para parte do Rio Grande do Sul (noroeste e nordeste do estado) e Santa Catarina (região serrana, Vale do Itajaí, sul e oeste do estado e região metropolitana de Florianópolis). Há possibilidade de chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, ventos intensos (40 a 60 km/h), e queda de granizo.

    Outro alerta de perigo de chuvas intensas é válido até terça-feira e abrange o Nordeste do país, especificamente o Rio Grande do Norte (regiões oeste, central, leste e Agreste) e a Paraíba (Mata Paraibana e Agreste Paraibano). Há risco de chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia e ventos intensos (60 a 100 km/h).

    (Publicado por Fábio Munhoz)