ONU condena invasão na Ucrânia, discurso de Macron e mais da noite de 2 de março

5 Fatos Noite, apresentado por Anne Barbosa, repercute as principais notícias do Brasil e do mundo

Gabriel Fernedada CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

A aprovação, por parte da Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), de uma resolução que condena a invasão russa à Ucrânia e o discurso de Emmanuel Macron sobre a situação da guerra estão entre os destaques da noite desta quarta-feira, 2 de março de 2022.

ONU condena invasão à Ucrânia

A Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou uma resolução que condena a invasão russa à Ucrânia. A reunião foi convocada pelo Conselho de Segurança da organização. O Brasil foi um dos 141 países que votaram a favor da resolução.

Chelsea é colocado à venda

O bilionário russo Roman Abramovich decidiu vender o Chelsea. O bilionário afirmou que orientou a criação de uma fundação de caridade para as vítimas da invasão russa à Ucrânia.

Novas sanções à Rússia e Belarus

A Casa Branca detalhou uma nova lista de medidas econômicas impostas contra a Rússia e Belarus. As novas sanções buscam atingir as áreas de tecnologia e software. Segundo Joe Biden, a restrição de exportação de petróleo russo ainda é uma possibilidade.

Possível tomada de Kiev

Uma análise publicada pelo centro de doutrina do exército brasileiro projeta a conquista de Kiev em até 10 dias pelo exército russo. O documento traz ainda que, para romper a resistência ucraniana, os russos terão de usar “meios militares cada vez mais violentos”.

Discurso de Macron

Em pronunciamento na TV, o presidente da França, Emmanuel Macron, disse que Vladimir Putin escolheu sozinho a guerra na Ucrânia. Macron afirmou que a economia da Europa está impactada pela guerra, mas que os países estão de portas abertas para acolher os refugiados.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

Mais Recentes da CNN