PF prende suposto integrante de quadrilha que rouba cargas dos Correios

Crime aconteceu no fim do ano passado; agentes cumprem mandados em cidades de Goiás

Foto: Ricardo Moraes/Reuters

Vianey Bentes

em Brasília

Ouvir notícia

A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira (14) um integrante de uma quadrilha acusada de sequestrar o motorista e roubar a carga de um caminhão dos Correios. O crime aconteceu no fim do ano passado, na rodovia GO-020, próximo aos municípios de Cristianópolis e Bela Vista de Goiás.

Outros dois suspeitos de participar da ação armada estão sendo procurados. A PF cumpre também quatro mandados de busca e apreensão e três medidas cautelares, como coleta de material genético e impressões das palmas das mãos.

A operação, chamada de “Filho de Nereu”, conta com 21 policiais federais e foi determinada pela 5ª Vara Federal Criminal de Goiânia nas cidades de Piracanjuba, Aparecida de Goiás e Goiânia.

De acordo com a PF, os criminosos renderam e sequestraram o motorista dos Correios e levaram o caminhão para uma estrada vicinal, onde roubaram toda a carga.

A Polícia Militar de Goiás perseguiu os envolvidos. Houve troca de tiros, mas os suspeitos conseguiram fugir para uma área de mata. O carro utilizado pelos assaltantes estava equipado com bloqueador de sinal e de rastreador para veículos.

Segundo a PF, a quadrilha é conhecida por uma extensa ficha criminal, que inclui homicídios, receptação, tráfico de drogas, estelionato e porte ilegal de arma de fogo. Os acusados podem responder pelos crimes de roubo, formação de quadrilha e tentativa de homicídio contra os policiais militares, com penas que podem alcançar 30 anos de prisão.

O nome “Filho de Nereu”, segundo a PF, se refere à Glauco, da mitologia grega, uma divindade marinha cujas origens divergem em diferentes fontes. Na peça “Orestes”, de Eurípides, Glauco era filho de Nereu, tendo ajudado Menelau e os Argonautas nas suas jornadas.

Mais Recentes da CNN