Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Polícia faz operação contra integrantes de torcida organizada em Goiás

    Suspeitos são investigados por envolvimento em crimes de associação criminosa armada, lesão corporal, prática de roubos com uso de armas brancas e disparo de arma de fogo

    Presos pela polícia civil de Goiás na Operação Cartão Vermelho
    Presos pela polícia civil de Goiás na Operação Cartão Vermelho

    Dayres VitoriaJulia Fariasda CNN* São Paulo

    A Polícia Civil de Goiás cumpre, nesta quarta-feira (10), mandados de prisão, busca e apreensão contra integrantes  “simpatizantes” de uma torcida organizada no estado.

    A ação, denominada “Operação Cartão Vermelho”, acontece em Goiânia e em Trindade, na região metropolitana da capital. Segundo as autoridades, ao todo 15 ordens judiciais, sendo sete mandados de prisão e oito mandados de busca e apreensão, são cumpridos contra membros da torcida organizada intitulada “Força Jovem”.

    Os suspeitos são investigados por envolvimento em crimes de associação criminosa armada, lesão corporal, prática de roubos com uso de armas brancas e disparo de arma de fogo.

    De acordo com a polícia, as investigações tiveram início a partir de uma emboscada criminosa ocorrida na noite de 31 de março deste ano, no setor Conjunto Vera Cruz II, em Goiânia. Na ocasião, o grupo atacou torcedores do Vila Nova Futebol Clube que voltavam de uma partida final do Campeonato Goiano.

    Os indivíduos em questão estavam em três motocicletas e um veículo e efetuaram disparos em direção a torcedores vilanovenses que estavam concentrados em frente a um bar. Um torcedor ainda teria sido espancado pelos suspeitos.

    Em outra ocasião, em abril deste ano, o mesmo grupo preparou uma armadilha para emboscar outros três torcedores vilanovenses, sendo duas adolescentes e um jovem. Ambas as adolescentes foram agredidas e tiveram as vestimentas ligadas à torcida rival retiradas pelo homens. Elas foram deixadas seminuas em via pública pelo grupo.

    Os sete investigados alvos dos mandados foram presos, entre eles o líder do grupo criminoso. Arma de fogo, entorpecentes, veículos automotores utilizados nos crimes e um vasto material ligado à torcida organizada “Força Jovem” foram apreendidos.

    *Sob supervisão de Bruno Laforé