Polícia Federal prende dois homens e apreende 15 girafas em resort no Rio de Janeiro

Segundo investigadores, animais eram vítimas de maus-tratos. Local é o mesmo onde 3 girafas morreram no ano passado

Bruna Carvalhoda CNN

Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Dois homens foram presos em flagrante e 15 girafas foram apreendidas em um resort safári, em Mangaratiba, na Costa Verde, do Rio de Janeiro. Os presos eram responsáveis pela manutenção dos animais.

No local os policiais federais e os analistas ambientais constataram situação de maus-tratos dos animais. As 15 girafas foram apreendidas. O Ibama ficará responsável pela supervisão e tomar as providências necessárias para manter a integridade das girafas.

A ação foi desencadeada a partir de um inquérito policial instaurado pela Delegacia de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente e Patrimônio Histórico e foi acompanhada também por analistas ambientais do Ibama.

O objetivo da ação era apurar as circunstâncias da mortes de três girafas de um conjunto original de 18 girafas importadas da África do Sul no ano passado. Os animais escamparam da área reservada, foram recapturas, mas morreram no dia 14 de dezembro de 2021.

Polícia Federal apreende 15 girafas em resort no Rio de Janeiro
Polícia Federal apreende 15 girafas em resort no Rio de Janeiro / Divulgação/PF

Além das prisões dessa quarta-feira (26), a investigação segue com o objetivo de apurar as circunstâncias e a legalidade da importação dos animais, além das condições de manutenção e cuidado das girafas.

A CNN entrou em contato com o resort, que enviou um posicionamento afirmando que “todos os animais silvestres possuem cadastro e são reconhecidos pelo Ibama”. O resort também lamentou o ocorrido:

Lamentavelmente, durante as operações de manejo, um grupo de girafas escapou da área reservada para a sua adaptação. Após a captura, três faleceram. Por ser uma espécie sensível, determinadas situações podem levar ao desequilíbrio orgânico do animal. O Portobello Resort & Safári assegura, contudo, que trabalha com todo o rigor e cuidado exigidos, seguindo os protocolos de segurança necessários. Cabe ressaltar que, antes da chegada das girafas, o espaço passou por uma vistoria, feita pelo órgão competente, que constatou que o local estava em boas condições.

Mais Recentes da CNN