Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Polícia intima moradores de Copacabana que organizam caça a assaltantes

    A delegacia da região vai investigar ação de "Justiceiros" no bairro

    Rafaela Cascardoda CNN

    Rio de Janeiro

    A Polícia Civil do Rio começou a intimar moradores de Copacabana, na zona sul, que organizam, através das redes sociais, uma operação de combate aos assaltantes que atuam no bairro.

    Segundo a corporação, a 12ª DP (Copacabana) investiga a formação dos grupos. Alguns integrantes já foram identificados e devem prestar depoimento nos próximos dias. A delegacia continua fazendo diligências para identificar outros envolvidos. A Polícia trabalha, principalmente, monitorando as redes sociais.

    Um dos intimados foi William Correia, que gravou um vídeo e publicou na internet convocando outros moradores a irem para as ruas enfrentar os criminosos.

    “E aí, rapaziada de Copacabana, qual vai ser? Vamos deixar os caras fazer o que querem aqui no nosso bairro mesmo? Cadê a nossa rapaziada de 2015 que botou esses caras pra correr? E aí? Vai esperar ser o nosso pai, o nosso avô, teu pai, alguém da tua família? Tomar um soco na cara e ficar por isso mesmo, ninguém fazer nada? Polícia não pode fazer nada, prende e solta”, afirmou em um trecho.

    Pelas redes sociais William publicou uma nota sobre a convocação da polícia para prestar esclarecimentos.

    “Em razão da recente intimação que recebi para prestar depoimento sobre os fatos amplamente divulgados na imprensa de que pessoas se reuniram em bairros da Zona Sul em defesa dos moradores indefesos, quero esclarecer que não tenho qualquer relação com as respectivas pessoas e que estou à disposição das autoridades para prestar qualquer esclarecimento. Espero que em breve a Polícia Civil, com a mesma rapidez que me intimou, prenda todos os agressores envolvidos que praticaram violência sem precedentes contra moradores do bairro”, afirmou.

    Assaltante que agrediu idoso foi identificado

    Nesta quarta-feira (6), agentes da 13ª DP (Ipanema) identificaram o homem que atacou com um soco um idoso, na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, no último sábado (2). O comerciante Marcelo Benchimol, de 67 anos, ficou desacordado após a agressão e teve os pertences roubados. O caso foi o estopim que motivou a criação do grupo que está sendo chamado de “Justiceiros da Zona Sul”.

    De acordo com a Polícia, o homem que foi preso tem nove anotações criminais por roubo, furto e tráfico de drogas por atos praticados desde a adolescência. Ele também já foi preso duas vezes desde que atingiu a maioridade.

    PM anunciou estratégias para reforçar a segurança no bairro

    A Polícia Militar anunciou que vai aprimorar as ações de segurança em Copacabana. Uma das principais medidas será a instalação de um corredor de segurança. As viaturas da corporação serão distribuídas das 18h às 23h ao longo da Avenida Nossa Senhora de Copacabana, uma das principais vias do bairro. Após às 23h, o corredor de viaturas será reposicionado ao longo da Avenida Atlântica, na orla de Copacabana. A intenção é melhorar a segurança de moradores e turistas que frequentam o calçadão e os quiosques.