Prédio que desabou no Rio de Janeiro foi construído pela própria família

Filho e neta do comerciante responsável pela obra morreram no desabamento

Prédio desaba na Zona Oeste do Rio de Janeiro
Prédio desaba na Zona Oeste do Rio de Janeiro Foto: Isabelle Saleme/CNN Brasil

Lucas Janone e Camila Portes, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O prédio que desabou na Zona Oeste do Rio de Janeiro na madrugada desta quinta-feira (3) foi construído por um membro da própria família, segundo parentes ouvidos pela CNN. Responsável pela obra, o comerciante Genivan Gomes Macedo era pai de Nathan Gomes de Souza, de 30 anos, resgatado sem vida em meio aos escombros. A neta dele, Maitê Gomes Abreu, de 2 anos, também morreu no desabamento.

Além das duas vítimas fatais, outras quatro pessoas forram soterradas pelos escombros. Três pacientes foram encaminhados ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, e um ao Hospital Miguel Couto, na Gávea. Uma pessoa está em estado grave.

A Secretaria Municipal de Habitação do Rio (SMH) confirmou, por meio de uma nota, que o imóvel foi construído de forma irregular.

De acordo com os familiares ouvidos pela CNN, o prédio foi construído há cerca de oito anos. O edifício contava com quatro pavimentos, sendo um apartamento por andar. Um dos andares era a casa de Nathan. No primeiro piso, funcionava uma lan house.

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro e o prefeito da capital, Eduardo Paes, estiveram presentes no local. Eles afirmaram que farão uma parceria para aumentar a fiscalização de construções ilegais.

“A fiscalização deve ser integrada entre a Prefeitura e o Estado. É um ponto que precisa melhorar e, por isso, eu e o prefeito vamos sentar para entender como isso pode ser feito por meio dos projetos de infraestrutura”, disse o governador.

Mais Recentes da CNN