Prefeito do Rio incentiva pessoas a festejarem virada em locais abertos

Eduardo Paes já prevê pico de casos de Covid-19, após o Réveillon - declaração ocorreu durante vistoria à estrutura do Réveillon na Praia de Copacabana

Eduardo Paes faz vistoria à estrutura do Réveillon na Praia de Copacabana
Eduardo Paes faz vistoria à estrutura do Réveillon na Praia de Copacabana Cristina Frazão

Cristina Frazãoda CNN

Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, aconselhou à população a evitar locais fechados para comemorar a chegada de 2022. A declaração foi feita durante vistoria à estrutura do Réveillon na Praia de Copacabana, na zona sul da cidade, na manhã desta sexta-feira (31).

Além de Copacabana, outros 9 bairros terão queima de fogos (Flamengo, Barra da Tijuca, Recreio, Sepetiba, Piscinão de Ramos, Madureira, Bangu, Penha e Ilha do Governador).

“Entre as pessoas celebrarem trancadas dentro de casa e celebrarem no espaço público, eu prefiro que elas celebrem em espaço público, aberto. Que venham até aqui as pessoas que possam vir a pé a Copacabana.”, disse Paes.

Em Copacabana, Paes visitou uma arena montada para servir de central de apoio para a organização do evento. Nessa central de apoio que foi vistoriada hoje, vai ficar o DJ Mam e toda a estrutura de som que vai fazer uma apresentação que será transmitida ao vivo pela internet.

A proposta da prefeitura do Rio é que as pessoas não façam grandes deslocamentos, evitando, assim, aglomeração. Para isso, a CET-RIO organizou bloqueios e interdições no trânsito e transporte. Porém, com as festividades particulares ou públicas, o prefeito já prevê aumento no número de casos de Covid-19.

“Nós estamos tendo sim um aumento de testes positivos para Covid-19. Isso demanda ainda mais atenção da gente. O nosso principal foco é: vacinem-se! A gente imagina que não vai ter os efeitos ruins, perversos, inclusive que levam a oito das outras ondas de Covid que nós tivemos. Mas eu já diria que com o aumento já verificado essa semana de 0.77 de positividade pra 5.5% a chance a gente ter um outro pico é muito grande”, afirmou Paes.

Três postos médicos foram instalados ao longo da Praia de Copacabana para prestar socorro em casos de emergência. De 12h às 17h, a unidade vai aplicar vacina contra o coronavírus. A cidade do Rio tem 80,7% da população acima de 18 anos vacinada com dose total ou dose única para Covid-19.

Três postos médicos foram instalados ao longo da Praia de Copacabana para prestar socorro em casos de emergência/ Cristina Frazão

Mais Recentes da CNN