Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Primo confessa ter matado menina de 4 anos no RJ

    Família diz que ele teria confessado que a matou; corpo foi encontrado em um valão

    Kemilly Hadassa Silva, de 4 anos
    Kemilly Hadassa Silva, de 4 anos Arquivo Pessoal

    Victor Aguiarda CNN

    São Paulo

    Um primo segundo grau de Kemilly Hadassa Silva, de 4 anos, foi ouvido pela polícia como suspeito pelo desparecimento da menina em Nova Iguaçu (RJ). Ele confessou ter estuprado e matado a garota.

    Segundo a Polícia Civil, Reynaldo Rocha Nascimento confessou ter matado a menina. O corpo dela foi encontrado no domingo dentro de um saco de ração deixado em um valão.

    Reynaldo afirmou à polícia que sabia que a criança estava sozinha em casa, já que a mãe havia ido a uma festa. O criminoso disse que estuprou a menina, que começou a chorar. Para evitar ser descoberto, ele matou a criança asfixiada.

    O homem foi preso preventivamente e a investigação continua para identificar mais detalhes do crime. Outras pessoas ainda podem ser responsabilizadas.

    Criança estava na casa da tia

    À reportagem, a parente de Kemilly confirmou que o desaparecimento ocorreu após a mãe da criança sair durante a madrugada. Após alimentar os filhos, ela deixou a irmã, tia da menina, como responsável pelas crianças.

    Kemilly foi vista pela última vez em um quarto na casa da tia enquanto dormia, ao lado de outros dois irmãos.

    Procurada pela CNN, a Polícia Civil informou que a investigação está em andamento no Setor de Descoberta de Paradeiros da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), e que o suspeito foi encaminhado à 56ª DP (Comendador Soares), onde ele e outras testemunhas serão ouvidos.