Reações à vacina da Pfizer, alerta da Anvisa sobre fungo e mais de 9 de dezembro

5 Fatos Tarde, apresentado por Roberta Russo, repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

Dois casos de reações alérgica à vacina da Pfizer no Reino Unido, o alerta da Anvisa sobre um fungo fatal detectado em paciente na Bahia e a alíquota zero para importações de armas no Brasil estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta quarta-feira, 9 de dezembro de 2020.

Vacina da Pfizer

A agência regulatória do Reino Unido alertou hoje para o risco de pessoas com histórico de alergias graves manifestarem reações à vacina da Pfizer contra a Covid-19. Houve dois casos de manifestações alérgicas ao imunizante, mas os pacintes passam bem. A vacinação começou ontem em todo o país

Alíquota para armas

O governo federal zerou alíquota de importação de revólveres e pistolas a partir de janeiro de 2021. Desde o início do mandato, o presidente Jair Bolsonaro vem tomando medidas pra flexibilizar a posse e o porte de armas pela população.

UTIs cheias

Seis estados brasileiros estão com mais de 80% dos leitos de UTI ocupados e se aproximam do colapso em meio ao crescimento de casos de Covid-19 no país. Santa Catarina é o estado com maior lotação para pacientes com o novo coronavírus, com quase 90% de suas vagas em uso, de acordo com um levantamento da CNN feito a partir de dados das secretarias de saúde estaduais.

Fungo fatal

A Anvisa emitiu um alerta e segue investigando um possível caso de um fungo que representa uma séria ameaça à saúde pública. Um paciente da Bahia seria o primeiro caso de infecção brasileira pelo Candida auris, fungo fatal que pode causar infecção na corrente sanguínea, sistema nervoso central e órgãos internos.

Vacina indiana

A agência reguladora de medicamentos da Índia negou nesta quarta-feira uma autorização de uso emergencial para a vacina contra Covid-19 da AstraZeneca e para uma outra que está sendo desenvolvida localmente. A informação é da emissora indiana NDTV, citando fontes não identificadas. Os órgãos oficiais do país ainda não se pronunciaram a respeito.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

Mais Recentes da CNN