Rezende: ‘É inaceitável que o governo não defina cronograma de vacinação’

No quadro Liberdade de Opinião, Sidney Rezende comentou sobre a falta de datas para o início da imunização contra a Covid-19 no país

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta segunda-feira (4), Sidney Rezende comentou a nota enviada pelo Ministério da Saúde logo após o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, afirmar que a pasta anunciaria hoje um cronograma de vacinação contra a Covid-19.

Na nota, o ministério informou que “ainda não há previsão de anúncio oficial, mas que está trabalhando incansavelmente para anunciar a data o mais brevemente possível.”

Leia também:
Governo aposta em vacina de Oxford para uso emergencial
Sem teste no Brasil, vacina indiana não pode usar submissão contínua, diz Anvisa
Saúde nega anúncio oficial de vacinação, mas reafirma três hipóteses de datas

“O governo brasileiro ou não quer ou está sendo negligente deliberadamente, espero que não, porque aí estamos indo para uma área jurídica e criminal complicada. Não posso crer que seja isso. Ou é uma incompetência generalizada. Temos 46 países dando já a perfeita noção de como outras pessoas estão sendo imunizadas, como outros governos estão agindo. (…) Ainda que se compreenda o direito individual das pessoas não quererem tomar a vacina, não é aceitável que o governo brasileiro não defina pelo menos um cronograma de datas”, avaliou Rezende.

O Liberdade de Opinião tem a participação de Sidney Rezende e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Sidney Rezende no quadro Liberdade de Opinião
Sidney Rezende no quadro Liberdade de Opinião
Foto: CNN Brasil

(Publicado por: André Rigue)

Mais Recentes da CNN