Rio de Janeiro oficializa a volta às aulas para 8 de fevereiro

Calendário municipal letivo de 2020 se estende para 2021 e o formato reunirá ‘dois anos em um’

Cleber Rodrigues, Thayana Araujo e Pauline Almeida, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O ano letivo na rede municipal de ensino do Rio começa oficialmente dia 8 de fevereiro. A prefeitura definiu os calendários escolares relativos à educação infantil, ao ensino fundamental e à educação de jovens e adultos. As novas medidas foram publicadas no Diário Oficial do município desta quarta-feira (6).

O aluno da rede municipal do Rio não teve aprovação automática em 2020 por conta da pandemia, nem ensino remoto. O calendário letivo de 2020 se estende para 2021 e o formato reunirá dois anos em um. Isso significa que a partir de fevereiro deste ano, o aluno continuará a estudar o conteúdo de 2020, além do conteúdo de 2021. O estudante que cursava o 5º ano do ensino fundamental em 2020, por exemplo, vai continuar em 2021 o conteúdo anterior e o referente ao 6º ano do ensino fundamental.

Leia também:
Nota alta no Enem: entenda a metodologia de avaliação exame
Cancelado ou adiado: saiba como a Covid-19 mudou o Carnaval no Brasil em 2021
Como motivar crianças para mais aulas a distância

7.out.2020/CNN
Alunos em sala de aula
Foto: 7.out.2020/CNN

Para fins de ano letivo passam a valer o efetivo trabalho escolar, em que forem desenvolvidas atividades presenciais ou não presenciais, sendo estas mediadas ou não por tecnologia de informação e comunicação, além de outras programações didático-pedagógicas planejadas pela unidade escolar.

O prefeito Eduardo Paes falou à CNN sobre o ano letivo de 2021 e as razões para a retomada ainda com altas de casos de Covid-19 na capital. “Eu quero aqui defender, de maneira muito forte, você ter shopping aberto, praia aberta, as coisas abertas e as escolas fechadas. Nossas crianças já sofreram demais.

Obviamente, eu vou respeitar aquilo que a ciência disser, aquilo que o comitê científico disse, mas vamos trabalhar para, se Deus quiser, retomar as aulas presenciais e permitir que as crianças voltem a estudar e aprender, claro, com todos os cuidados”, disse.

Ao longo do ano letivo, devido a qualquer eventualidade impactante, especialmente em decorrência da pandemia de Covid-19, o calendário escolar poderá sofrer alterações com o objetivo de garantir que as exigências previstas em lei sejam cumpridas. O início do ano letivo será destinado ao acolhimento e à busca ativa dos alunos. No ensino fundamental, haverá um processo de verificação de aprendizagens a ser orientado, posteriormente, pela subsecretaria de Ensino.

O recesso escolar de 2020 começou no dia 23 de dezembro. Janeiro deste ano as férias escolares estão mantidas e, em fevereiro, as atividades recomeçam com término previsto para dezembro de 2021.

Mais Recentes da CNN