‘Rodízio de moradores’ é primeira fase de lockdown, diz prefeito de Teresópolis

De acordo com Claussen, em comparação a semana anterior, a circulação caiu 30% no município

Ouvir notícia

A cidade de Teresópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, decretou “rodízio de pessoas” por número de CPF  na última sexta-feira (15). A medida passa a valer com uma restrição para circulação de pessoas nas ruas do município de acordo com o dígito do CPF. 

À CNN, o prefeito Vinícius Claussen (PSC) afirmou que a medida é “o primeiro estágio de lockdown” e que visa criar ‘equilíbrio’ entre as ações contra a pandemia e o efeito dela na comunidade. 

“Não existe uma fórmula mágica. O que vemos no mundo são tentativas de conter o avanço do novo coronavírus. Então definimos uma métrica como forma de fazer as pessoas se planejarem para sair de casa. É claro, existem atividades essenciais, com permissão parcial que estão tirando a documentação para circularem na prefeitura. A partir da sexta-feira (15) nós já tivemos uma redução de 30% na circulação e estamos fazendo isso orientando a população sobre o primeiro estágio de lockdown.”

Leia também:

‘A doença já deixou de fazer a curva, é uma reta ascendente’, diz infectologista

Questionado quanto a complexidade das fiscalizações, o prefeito ponderou. “Entendemos que um lockdown total é muito agressivo e poderia prejudicar ainda mais a economia da cidade. Então adotamos uma medida equilibrada e flexibilizada.”

“A fiscalização se dará por meio de blitz itinerante. Criamos uma multa sanitária [no valor de R$136] e nosso principal objetivo é criar uma conscientização de que precisamos reduzir, neste primeiro momento, a circulação de pessoas para que a cidade tenha tempo de ampliar leitos e voltar às atividades sociais e econômicas”. 

Claussen também diz esperar o achatamento da curva de contágio ainda no início do mês de junho, para colocar em prática o plano de reabertura do comércio ‘de maneira calma, responsável, gradativa’.

“A situação é dramática e estivemos com 100% de ocupação dos leitos, mas conseguimos reduzir este número em 10%. É um grande desafio, uma corrida de busca por equilíbrio. Por isso adotamos o critério mencionado, já temos respostas positivas e vamos continuar monitorando”, concluiu Vinícius.

Mais Recentes da CNN