São Paulo chega a 29 mil mortes pelo novo coronavírus

Estado registrou 282 novas vítimas da Covid-19, segundo balanço divulgado pelo governo; se fosse um país, SP estaria na 8ª posição em ranking mundial

São Paulo superou a marca de 29 mil mortos pelo novo coronavírus
São Paulo superou a marca de 29 mil mortos pelo novo coronavírus Foto: Reprodução/ Governo de SP/ YouTube

Murillo Ferrari,

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O estado de São Paulo superou a marca de 29 mil mortes causadas pelo novo coronavírus, segundo balanço divulgado nesta quarta-feira (26) pelo governo.

Nas últimas 24 horas, foram registradas 282 novas vítimas, elevando para 29.194 o total de mortos pela Covid-19. SP teve também 10.485 infecções, totalizando 776.135 infecções pela doença.

Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, o secretário-executivo da Secretaria da Saúde do estado, Eduardo Ribeiro, afirmou ainda que há 4.987 pessoas internadas em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 6.355 em leitos de enfermaria.

Segundo Ribeiro, os números estão dentro das projeções do governo para o mês de agosto, que preveem entre 835 mil e 970 mil casos e entre 30 mil e 36 mil mortes até a próxima segunda-feira (31).

Assista e leia também:
Brasil completa seis meses da confirmação do 1º caso do novo coronavírus
Brasil supera EUA em mortes por 100 mil habitantes causadas pela Covid-19
‘Não é motivo para pânico’, diz microbiologista sobre reinfecção por Covid-19

Se fosse contabilizado como um país, o estado ocuparia a 8ª posição no ranking mundial, de acordo com dados contabilizados pela Universidade Johns Hopkins.

Os EUA, com 178.758 vítimas lideram esse levantamento, seguidos pelo Brasil, com 116.580 mortes (incluindo as 29 mil de SP). O estado ficaria à frente de países como França (28 mil mortes) e Espanha (28 mil mortes), que estão entre os mais atingidos na Europa.

Reinfecção por Covid-19

Ao comentar o caso da primeira reinfecção por Covid-19 do mundo, confirmada na segunda-feira (24) por pesquisadores de Hong Kong, o coordenador do Centro de Contingência contra Covid-19 em SP, José Medina, disse não haver motivo para preocupações.

“É normal ter modificação viral como essa. No Brasil, os coronavírus que estão circulando têm bastante modificações. É até uma forma de identificar a origem geográfica do vírus”, disse Medina.

“[O caso] não tem importância do ponto de vista epidemiológico nem de saúde pública porque é um caso em 25 milhões de casos no mundo – e também porque foi absolutamente assintomático”, continuou.

Ele disse, no entanto, que esse caso será importante nos estudos da doença para entender como o novo coronavírus vai se comportar nos próximos anos: se vai desaparecer, se vai ser cíclico, se vai manter sua atividade durante alguns anos ou não.

Plataforma de empregos

Doria anunciou também a criação da plataforma gratuita “Meu Emprego Vaga Certa” para mediar contratações trabalhistas.

Segundo informou, a plataforma é voltada à busca pelas empresas de trabalhadores qualificados e já conta com 1,8 milhão de currículos cadastrados.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen, empresas interessadas podem fazer a busca de trabalhadores por município e por bairro.

“Isso facilita muito o trabalho de empregabilidade e também facilita o deslocamento das pessoas que estão buscando emprego”, disse Ellen, durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

(Com informações do Estadão Conteúdo)

Mais Recentes da CNN