SP: Bebidas alcoólicas só serão vendidas até as 20h em qualquer estabelecimento

Coordenador-executivo do Centro de Contingência do Coronavírus do estado, João Gabbardo detalhou regras de funcionamento de bares, hotéis, clubes e restaurantes

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 
O governo de São Paulo atualizou nesta sexta-feira (11) as regras para tentar frear a disseminação do novo coronavírus no estado. A colunista da CNN Thais Herédia adiantou que o comércio terá o horário ampliado para evitar aglomerações nas compras de Natal. 

Em entrevista à CNN após o reforço das medidas, o coordenador-executivo do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, João Gabbardo, destacou que nenhum estabelecimento em São Paulo poderá vender bebidas alcoólicas após as 20h.

“Todas as organizações de festas têm que seguir as recomendações dadas ao restante do comércio, aos bares e restaurantes. Os bares fecham às 20h e os restaurantes podem funcionar até as 22h. Mas é uma geral que, a partir das 20h, não é mais permitido a venda de bebida alcoólica, isso vale para restaurantes e lojas de conveniência próximas aos postos de combustíveis”, disse Gabbardo.

O integrante do Centro de Contingência do Coronavírus do estado afirmou que o decreto com as novas determinações será publicado e começa a valer no sábado (12). Ainda segundo ele, a proibição de venda de bebidas alcoólicas será válida tanto para consumo no local quanto para retirada pelos consumidores.

Leia também:

SP amplia funcionamento de comércios para 12 horas; bares devem fechar às 20h
Daniela Lima: São Paulo pode voltar ao pico da pandemia na próxima semana
Veja o andamento da análise das vacinas contra Covid-19 no Brasil

Sobre as festas de fim de ano, Gabbardo recomendou que apenas núcleos famialires se reúnam para confraternizações.

“A orientação é que se faça com o menor número de pessoas possível, em sua residência, com distanciamento, e que não chamem outras pessoas de outras residências para evitar a possibilidade de transmissão”, destacou.

“Eventos organizados por qualquer estabelecimento, seja por hotel, clube,etc., devem obedecer aos mesmos critérios dos bares e restaurantes: só pode funcionar até as 22h, depois não pode; e bebida alcoólica, só até as 20h”, frisou.

Dados da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo indicam aumento nos casos do novo coronavírus, especialmente entre os jovens.

“Há uma mudança no perfil dos pacientes que estão positivando para Covid-19, a faixa etária vem diminuindo, inclusive das pessoas que são internadas. Isso é consequência da exposição maior da população jovem, que se dá principalmente no que chamamos de lazer noturno”, afirmou Gabbardo.

Reprodução/CNN
Movimento de bar durante a pandemia do novo coronavírus em São Paulo
Foto: Reprodução/CNN

(Publicado por Daniel Fernandes)

Mais Recentes da CNN