Tema da redação mantém perspectiva social e dos direitos humanos, diz educador

“Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil” é a proposta de redação deste ano

Produzido por Rodrigo Maiada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

“Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil” é o tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2021, segundo publicação do Ministério da Educação (MEC), no Twitter, neste domingo (21).

A abordagem é a mesma para as modalidades de prova digital ou impressa, sendo que a redação deve ser manuscrita em ambos os casos.

“Vejo de maneira positiva o recebimento da notícia de que o tema da redação do Enem ainda mantém a perspectiva social e do ponto de vista dos direitos humanos”, relata o doutor em Língua Portuguesa Rudney Soares, diretor do Colégio Companhia de Maria, que fica em São Paulo.

Para o educador, o tema não foi óbvio por aqueles que prepararam os alunos ao longo do ano. “Acho que nem nas melhores expectativas alguém pensaria neste tema”. No entanto, à CNN, ele analisa que a possível interferência do governo na prova, que está sendo investigada pelo Tribunal de Contas da União, não foi capaz de tirar a qualidade crítica da redação.

“É um tema que, de certo modo, desmobiliza aquela opinião de que o Enem seria marcado por interferências muito fortes do ponto de vista político. O que nós vemos, hoje, é que, de fato, o Enem manteve a proposta de abordar temas socialmente relevantes, muito embora o de hoje não tenha sido tão discutido nos últimos anos.”

Rudney Soares comenta que a redação tem um peso muito grande no exame porque a escrita é uma habilidade que os seres-humanos desenvolveram há menos tempo se comparada com outras formas de comunicação.

“A escrita, diferente da fala e de outras habilidades que os seres humanos desenvolvem ao longo da vida, é muito recente. Há poucos milhares de anos que o ser-humano desenvolve a escrita como uma forma de se comunicar, então partiremos deste princípio, ela é difícil por natureza.”

O diretor também explica que o texto propicia avaliar a capacidade de reflexão e elaboração dos alunos sobre diversas matérias e conteúdos estudados.

“A escrita, num exame como o Enem ou outro vestibular, busca aferir o quanto os candidatos consolidaram a aprendizagem em outros componentes curriculares. É na redação que a matemática, a geografia, a história, a ciência, o estudo da literatura, todos os estudos se consolidam”, defende.

Mais Recentes da CNN