Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Traficante “Colômbia” foi o mandante das mortes de Dom e Bruno, diz PF

    Rubens Villar foi preso pela Polícia Federal em julho de 2022, enquanto as investigações sobre os assassinatos de Dom Phillips e Bruno Araújo ocorriam

    Gabriel FernedaGiovanna BronzeLarissa Rodriguesda CNN

    A Polícia Federal (PF) anunciou nesta segunda-feira (23) que o traficante Rubens Villar, conhecido como “Colômbia”, foi o mandante dos assassinatos do indigenista Bruno Araújo e do jornalista britânico Dom Phillips.

    O traficante foi preso pela Polícia Federal em julho de 2022, enquanto as investigações sobre os assassinatos de Dom e Bruno ocorriam.

    Ele chegou a ser solto sob o pagamento de fiança de R$ 15 mil, em outubro, mas descumpriu algumas determinações de liberdade provisória e voltou para a prisão.

    A União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) disse que o desfecho era esperado, mas que “as investigações não elucidaram quem são essas pessoas e qual foi o papel do mundo político no desfecho do brutal assassinato”.

    O indigenista brasileiro Bruno Araújo e o jornalista britânico Dom Phillips haviam desaparecido no Vale do Javari, na região da Amazônia, em junho de 2022.

    Após o caso ganhar repercussão, diversas figuras públicas, ambientalistas, ativistas, artistas e políticos foram a público cobrar providências urgentes para a busca da dupla.