Um mês de guerra na Ucrânia, investigação no MEC e mais de 24 de março

Confira o '5 Fatos Manhã', com as principais notícias do dia

Fabrizio Neitzkeda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

A guerra na Ucrânia, que completa um mês hoje com quase mil civis mortos, e o pedido da PGR ao STF para investigar o Ministério da Educação estão entre os destaques do 5 Fatos da manhã de 24 de março.

Um mês de guerra

A guerra na Ucrânia completa um mês nesta quinta-feira (24). De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), quase mil civis foram mortos e cerca de 1600 ficaram feridos nesse período. 3,5 milhões de pessoas já deixaram a Ucrânia, com a maioria rumando em direção à Polônia.

Encontro em Bruxelas

A capital da Bélgica, Bruxelas, recebe hoje reuniões da Otan, do G7 e do Conselho Europeu para discutir a guerra na Ucrânia. O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, é um dos chefes de estado que confirmaram presença nos três encontros – de onde novas sanções contra a Rússia devem ser anunciadas.

Dólar em baixa

A procura por dólar nas casas de câmbio cresceu 70% desde o início da guerra na Ucrânia, segundo um levantamento da Associação Brasileira de Câmbio. Ontem, a moeda americana encerrou o dia cotado a R$ 4,85, o menor valor em dois anos.

PGR investiga ministério

O procurador-geral da República, Augusto Aras, enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF), um pedido de abertura de inquérito para investigar um suposto favorecimento na liberação de verbas do Ministério da Educação. Em entrevista à CNN, o ministro da pasta, Milton Ribeiro, negou que tenha beneficiado pastores evangélicos e disse que não vai deixar o cargo.

Dose de reforço

Enquanto o Ministério da Saúde passa a recomendar a quarta dose do imunizante contra a Covid-19 para idosos com mais de 80 anos, nem metade da população apta para vacinação recebeu a terceira dose, segundo a pasta. A procura pela dose de reforço é considerada baixa em capitais do país.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

Mais Recentes da CNN