Violência policial no Brasil: uma pessoa negra é morta a cada quatro horas

Pretos e pardos têm 2,6 vezes mais chances de ser assassinados, representam 2/3 de todos os encarcerados e apresentam expectativa de vida três anos menor do que brancos

Podcast E Tem Mais é publicado de segunda a sexta, sempre no início da manhã
Podcast E Tem Mais é publicado de segunda a sexta, sempre no início da manhã CNN Brasil

Da CNN Brasil

Ouvir notícia

Um levantamento feito pela Rede de Observatórios da Segurança (ROS) revelou que a polícia mata uma pessoa negra a cada quatro horas em ao menos 6 estados brasileiros: Bahia, Ceará, Piauí, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo. Foram 2.653 mortes com registro racial ocorridas em 2020, das quais 82,7% tiveram como vítima pretos ou pardos.

O estudo da ROS coloca a polícia do Rio de Janeiro como a mais letal em números absolutos, como 939 mortes. A Bahia lidera proporcionalmente, com 98% das vítimas negras, seguida de perto por Pernambuco, com 97%.

Os números compõem o cenário do racismo estrutural no Brasil onde pretos e pardos têm 2,6 vezes mais chances de ser assassinados, representam 2/3 de todos os encarcerados e apresentam expectativa de vida três anos menor do que brancos.

Para discutir as origens e os reflexos do racismo no país, participa deste episódio Rafael Alcadipani, professor da FGV-EAESP e associado Pleno ao Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Conheça os podcasts da CNN Brasil:

E Tem Mais

Horário de Brasília

Entre Vozes

CNN Mundo

Alma do Negócio

5 Fatos

Abertura de Mercado

Na Palma da Mari

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

Podcast E Tem Mais, com apresentação de Carol Nogueira

Este episódio tem patrocínio de Binomo, clique aqui e saiba mais.

Mais Recentes da CNN