Witzel alvo da PF, Carla Zambelli e mais da tarde de 26 de maio

5 Fatos Tarde, apresentado por Luciana Barreto, repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A investigação contra o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), e as declarações da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), que mencionou que uma operação da Polícia Federal iria acontecer contra governadores, estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta terça-feira, 26 de maio de 2020.

Witzel

O governador Witzel e a primeira-dama, Helena, são alvos da Operação Placebo, da Polícia Federal sobre possíveis desvios na área de Saúde no Rio de Janeiro. Foram doze mandados de busca e apreensão para investigar os crimes de peculato, corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Carla Zambelli

Na véspera da ação da PF, a deputada federal Carla Zambelli afirmou, durante em entrevista à Rádio Gaúcha, que a PF deflagraria nos próximos meses operações contra governadores. Pelo Twitter, a deputada negou ter informações privilegiadas. À CNN, ela reforçou que não sabia: “Se eu soubesse e tivesse informação privilegiada… eu não pareço ser uma pessoa burra, poderia até ser, mas não sou”.

Defesa

Witzel divulgou nota comentando a operação. Ele negou que tenha cometido irregularidade e denunciou um suposto vazamento. “Estranha-me e indigna-me sobremaneira o fato absolutamente claro de que deputados bolsonaristas tenham anunciado em redes sociais nos últimos dias uma operação da Polícia Federal direcionada a mim, o que demonstra limpidamente que houve vazamento, com a construção de uma narrativa que jamais se confirmará”, disse.

Paulo Marinho

O empresário Paulo Marinho, ex-aliado da família Bolsonaro, presta depoimento mais uma vez sobre suposta interferência do presidente na PF. Também hoje, o delegado Tácio Muzzi foi oficializado como novo superintendente regional da PF no Rio.

Covid-19

O Instituto Americano, que faz as projeções dos números relacionados à Covid-19, refez os cálculos sobre o Brasil e afirma que o número de mortos pode chegar a 125 mil até o mês de agosto

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

 

 

Mais Recentes da CNN