Fábio Wajngarten é nomeado secretário-executivo do Ministério das Comunicações

Wajngarten, até então, era chefe da Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom), que terá atribuições absorvidas pela nova pasta

Diego Freire, da CNN, em São Paulo
11 de junho de 2020 às 00:12 | Atualizado 11 de junho de 2020 às 03:08
Fábio Wajngarten em evento oficial 
Foto: Anderson Riedel/PR

Fábio Wajngarten foi nomeado Secretário-Executivo do Ministério das Comunicações, pasta recriada pelo governo federal na noite desta quarta-feira (10). Wajngarten, até então, era chefe da Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom), que terá as atribuições absorvidas pela nova pasta.

O órgão era ligado à Secretaria de Governo da Presidência, liderada pelo ministro Luiz Eduardo Ramos. Agora, suas funções - como o gerenciamento de contratos publicitários do governo e a coordenação da comunicação institucional - passam a ser subordinadas ao novo ministro das Comunicações Fábio Faria. 

Leia também:
Ministério das Comunicações administrará publicidade oficial, Correios e EBC

Nomeação de Fábio Faria é jogada mais arrojada de Bolsonaro na politica

Novo ministro é considerado indicação pessoal de Bolsonaro

O cargo de secretário-executivo, ao qual Wajngarten foi nomeado, equivale habitualmente ao segundo mais importante na hierarquia de um ministério. 

A nomeção de Wajngarten foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), em ato assinado por Jair Bolsonaro e pelo novo ministro Fábio Faria.

De acordo com Bolsonaro, o novo Ministério das Comunicações não representará custos para o governo, uma vez que a sua estrutura vai reaproveitar cargos já existentes na Secom e no Ministério da Ciência e Tecnologia. O único cargo novo seria, portanto, o de ministro das Comunicações. Mesmo assim, argumenta o presidente, não haveria custo adicional uma vez que Fábio Faria já tem direito ao salário de deputado federal.