Cotado para o MEC, Feder busca apoio de Flávio Bolsonaro

O secretário conversou por telefone com o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho mais velho do presidente

Por Igor Gadelha, CNN  
24 de junho de 2020 às 07:51 | Atualizado 24 de junho de 2020 às 08:04
Renato Feder faz pronunciamento durante sessão plenária: ele é cotato para o Ministério da Educação
Foto: Dálie Felberg - 27.abr.2020 / Alep

O secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, passou a tarde de quarta-feira (23) em Brasília, em busca de apoio político para ser nomeado novo ministro da Educação.

Após reunião com Jair Bolsonaro (sem partido) pela manhã, no Palácio do Planalto, Feder procurou não só lideranças do Centrão, como a CNN noticiou ontem, como familiares e aliados próximos do presidente.

Leia também:
Além de Feder, Bolsonaro ainda conversará com ‘dois nomes’ para o MEC

O secretário conversou, por telefone, com o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho mais velho do presidente. Também se reuniu com o líder do governo na Câmara, Vitor Hugo (PSL-GO).