Perícias do inquérito das fake news devem ser concluídas em breve, diz Moraes

Ministro do STF disse que análises dirão se provas poderão ser utilizadas em ações que pedem cassação da chapa Bolsonaro-Mourão

Daniela Lima e Gabriela Coelho, da CNN
29 de junho de 2020 às 17:14 | Atualizado 29 de junho de 2020 às 17:22

O ministro do STF, Alexandre de Moraes, informou nesta segunda-feira (29) ao ministro Og Fernandes, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que as perícias dos mandados de busca e apreensão e de quebras de sigilo bancário e fiscal do inquérito das fake news devem ser concluídas em breve.

Entre os alvos dos mandados, estão parlamentares, blogueiros e empresários aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). 

Leia também:

STF: Provas apontam para associação criminosa dedicada a disseminar fake news

Mais cedo neste mês, Fernandes pediu que Moraes analisasse se as provas colhidas nas operações teriam relação com as ações que pedem a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão. Entre essas, está a que investiga o disparo de mensagens em massa durante a campanha eleitoral de 2018 e seu possível impacto sobre o resultado das eleições.

Moraes disse que só será possível verificar essa relação após a finalização das análises.

A defesa do presidente já se posicionou contra o compartilhamento das provas. Já o Ministério Público Eleitoral disse ser a favor da medida, afirmando que há ligação "nítida" entre os fatos apurados no inquérito e nas ações.