Governo faz as contas após derrota com o Fundeb e fatia reforma tributária

Da CNN, em São Paulo
23 de julho de 2020 às 18:38 | Atualizado 23 de julho de 2020 às 18:45
Daniela Lima e Renata Agostini apresentam o Horário de Brasília, sempre às quintas
Foto: Arte/CNN

A equipe econômica de Bolsonaro se viu no centro de duas discussões importantes essa semana que vão mexer com as contas da União e o bolso dos brasileiros. Na primeira delas, sofreu uma derrota na aprovação do Fundeb, o fundo de financiamento de educação básica, aprovado em dois turnos na Câmara. A proposta aumenta em R$ 230 bilhões, até 2026, o montante que será desembolsado pelo governo. 

O ministro Paulo Guedes também foi ao Congresso entregar a tão aguardada proposta de reforma tributária --ou ao menos parte dela. O governo decidiu dividir em quatro fases essa sopa de letrinhas de difícil digestão. Neste episódio do Horário de Brasília, Daniela Lima e Renata Agostini ajudam a entender cada uma das siglas que devem mexer com sua vida e analisam os próximos movimentos do Planalto para tentar fechar essa conta.

Leia e veja também:

Após deixar vice-liderança, Bia Kicis diz manter apoio a Bolsonaro

Governo estuda propor fim de dedução no Imposto de Renda para financiar Fundeb

Reforma fatiada cria imposto unificado mais alto e deixa carga total incerta

Ouça e assine os podcasts da CNN Brasil gratuitamente:

5 Fatos

Abertura de Mercado

América Decide

Carteira Inteligente

CNN Líderes

Coronavírus: Fato x Ficção

E Tem Mais

Na Palma da Mari

O Grande Debate

O Mundo Pós-Pandemia

O Que Eu Faço?

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

(Edição: Amauri Arrais)