'Maioria passou a marchar do nosso lado', diz Bolsonaro no Rio Grande do Norte

Presidente comentou votação na Câmara que manteve veto a reajuste de servidores

Da CNN
21 de agosto de 2020 às 15:03 | Atualizado 21 de agosto de 2020 às 15:05

Em breve discurso, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta sexta-feira (21) que "a maioria passou a marchar do nosso lado" ao comentar a votação na Câmara dos Deputados que manteve o veto presidencial ao reajuste de servidores públicos.

"O Legislativo não é um corpo único. Ali tem as várias correntes, mas entre elas, a maioria passou a marchar do nosso lado, como temos muitos desses parlamentares aqui que foram muito valiosos na manutenção de um veto que poderia, sim, complicar o Brasil na questão econômica", declarou.

Leia e assista também:

Bolsonaro entrega moradias no RN durante 3ª visita ao Nordeste em um mês
Câmara mantém veto de Bolsonaro que congelou salários de servidores
Maia se compromete a pautar valor que governo propor para auxílio emergencial

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) discursa durante viagem ao RN
Foto: Reprodução/CNN (21.ago.2020)

A declaração foi feita a apoiadores durante a viagem a Mossóro, no Rio Grande do Norte – a terceira ao Nordeste em um mês — na inauguração de moradias. Bolsonaro ainda comentou a proposta de estender o auxílio emergencial e disse que o benefício será pago até o final do ano — só não se sabe o valor.

"Ele foi bem-vindo. Infelizmente não pode ser definitivo, mas vamos continuar com ele mesmo que seja com valores diferentes até que a economia realmente possa pegar em nosso país, porque a maior dignidade que podemos ter nessa terra é ter um emprego razoável. Vai ser até dezembro, só não sei o valor", disse.

(Edição: Leonardo Lellis)