Presidente do STJ homenageia Toffoli em almoço reservado com Maia e Alcolumbre

Almoço reservado foi oferecido pelo presidente do STJ no mesmo dia em que seu filho, o advogado Eduardo Martins, se tornou réu na Lava Jato

Por Igor Gadelha, CNN  
09 de setembro de 2020 às 19:08

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), teve um dia repleto de homenagens públicas e de bastidores nesta quarta-feira (9), seu último como presidente da corte. 

Além da sessão solene no plenário da Câmara, Toffoli foi homenageado em um almoço reservado organizado pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins.

O encontro ocorreu na sede do STJ e contou ainda com as presenças dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre. Nenhum deles registrou o evento na agenda oficial.

O almoço reservado foi oferecido pelo presidente do STJ no mesmo dia em que seu filho, o advogado Eduardo Martins, se tornou réu na Lava Jato em operação que apura uso de escritórios de advocacia para gerenciar propinas. 

Leia também:

Na despedida de Toffoli, Moraes elogia 'coragem' em inquérito das fake news

Denúncia aponta lobby de filho do presidente do STJ na corte

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal, Eduardo foi contratado para “tentar influir em atos” da corte, presidida pelo seu pai desde o último dia 27 de agosto. 

Segundo o MPF, a contratação foi acertada pelo advogado de Lula, Cristiano Zanin, junto com outros dois advogados. A estratégia era acionar o STJ com ações para que a Fecomércio contratasse Eduardo.

Antes do almoço, Martins participou da homenagem a Toffoli no plenário da Câmara, quando discursou dizendo que o presidente do STF “é povo, é poder”. Sobre a denúncia contra o filho, disse que não se manifestará.