Conexão CNN: Defesa de voto impresso por Bolsonaro é aceno a 2022

Presidente tenta agradar eleitores que votaram nele em 2018, mas que não gostaram de ações recentes, como os acordo com o centrão e o novo ministro do STF

Da CNN
06 de novembro de 2020 às 10:17

No quadro Conexão CNN desta sexta-feira (6), na CNN Rádio, Thais Arbex e Iuri Pitta comentam a declaração do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na noite de quinta-feira (5), quando ele disse que lutará para aprovar o voto impresso na eleição de 2022.

“O presidente tenta conversar com aquele eleitor mais conservador, que o elegeu em 2018. Isso porque ele fez uma série de gestos que desagradou essa base, principalmente ao se aliar ao centrão, ao indicar o novo ministro do Supremo”, disse Arbex. 

Ela ressaltou que, para esses eleitores, é preciso que haja alguma forma de apurar os votos da eleição. “Não é que eles defendam acabar com a urna eletrônica, eles querem uma mistura, querem que saia o papel para comprovar, fazer uma auditoria, do voto.”

Assista e leia também:
Terceiro dia de apuração nas eleições americanas e mais de 6 de novembro
Datafolha em São Paulo: Covas, 28%; Russomanno, 16%; Boulos, 14%; França, 13%

Pitta afirmou que o uso da urna eletrônica no Brasil tem uma série de vantagens em comparação com o voto analógico.

‘Uma das coisas mais fundamentais que existem e que a urna eletrônica resolve, ao contrário do voto impresso, é justamente o sigilo do voto, a garantia de que o seu voto não vai ser identificado em nenhuma forma”, afirmou.

“Claro que o sistema pode ser aprimorado, pode ter mecanismo de auditoria mais avançados do que existem hoje, mas nosso sistema é confiável, funciona, não tem nenhum caso de fraude que tenha comprometido o resultado das eleições.”

Pesquisa para eleições municipais

Os dois também comentaram sobre os últimos resultados das pesquisas sobre intenção de voto nas eleições municipais brasileiras, em especial na disputa em São Paulo.

"Embolou [a disputa pelo segundo lugar], mas vale a pena a gente olhar especialmente para a pesquisa que fala de segundo turno. Apesar de o segundo lugar não estar definido, o Márcio França (PSB) é o candidato que vai melhor numa eventual disputa com o atual prefeito, Bruno Covas (PSDB)", disse Arbex.

Cartela Horizontal - CNN Rádio
Leandro Resende, Thais Arbex, e Leandro Resende apresentam o Conexão CNN, na CNN Rádio
Foto: CNN Brasil