RealTime Big Data: Covas tem 60% dos votos válidos em São Paulo e Boulos, 40%

Foram entrevistadas 1.050 pessoas, por telefone; margem de erro é de 3 pontos, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%

Luiz Fernando Toledo e Vital Neto, da CNN, em São Paulo
17 de novembro de 2020 às 17:36 | Atualizado 17 de novembro de 2020 às 17:44

 

Pesquisa do Instituto RealTime Big Data/CNN Brasil mostra que o candidato à Prefeitura de São Paulo Bruno Covas (PSDB) venceria Guilherme Boulos (PSOL) no segundo turno se as eleições fossem hoje.


Votos válidos para a Prefeitura de São Paulo


Bruno Covas (PSDB): 60%

Guilherme Boulos (PSOL): 40%


Covas, candidato à reeleição, aparece com 60% das intenções de votos válidas, ante 40% de Boulos. Neste caso, desconsideram-se as respostas que apontaram votos nulos ou brancos.

A pesquisa tem o número de registro SP06584/2020 e a coleta foi feita nos dias 16 e 17 de novembro. 

Foram entrevistadas 1.050 pessoas, por telefone, com entrevistadores humanos. A margem de erro é de 3 pontos, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.

O levantamento identificou ainda que Guilherme Boulos (PSOL) tem quase o dobro da rejeição de Covas (PSDB) - 40%, ante 24% do atual prefeito de São Paulo. Há ainda 10% que rejeitam ambos e outros 19% que não rejeitam nenhum. Outros 7% não souberam responder. 

 

 

Leia, veja e ouça também:

Waack: Prefeitos eleitos terão que administrar falta de dinheiro em 2021

Eleições 2020: os recados das urnas no 1º turno e a briga pelos votos no 2º

Quem os candidatos derrotados vão apoiar no 2º turno para a prefeitura de SP

RealTime Big Data: Paes tem 71% dos votos válidos no Rio e Crivella, 29%


Primeiro turno

Com 100% das urnas totalizadas na capital paulista, Bruno Covas atingiu 32,85% (ou 1.754.013 votos), ante 20,24% (ou 1.080.736 votos) de Boulos no primeiro turno, no último domingo (15).

Ambos receberam mais votos e, por isso, passaram para o segundo turno, que ocorre no próximo dia 29 de novembro.

Logo atrás aparecem Márcio França (PSB), com 13,64%; Celso Russomanno (Republicanos), com 10,50%; Arthur do Val Mamãe Falei com 9,78%; Jilmar Tatto, com 8,65% e Joice Hasselmann (PSL), com 1,84%.

Depois, e também fora do segundo turno, estão Andrea matarazzo (PSD), com 1,55%; Marina Helou (Rede), com 0,41%; Orlando Silva, com 0,23%; Levy Fidelix, com 0,22%; Vera (PSTU), com 0,06% e Antônio Carlos, com 0,01%.


Primeiro debate na CNN

Covas e Boulos participaram ontem (16) do primeiro debate do segundo turno na CNN. Covas concentrou suas intervenções tratando de economia e da situação fiscal da cidade. Para o atual prefeito, "combate à desigualdade social se faz com responsabilidade fiscal". 

Ele também disse que a gestão iniciada em 2017 herdou as contas da cidade em mau estado e precisou fazer ajustes para retomar a capacidade de investimento. 

Boulos tratou de um conjunto de programas sociais e projetos que pretende implementar se for eleito prefeito. 

Ele argumentou que a cidade tem dinheiro para essas medidas e que pretende expandir a equipe da Procuradoria-Geral do Município para cobrar os devedores da cidade de São Paulo, arrecadar esses recursos e custear as medidas.

Clique aqui e confira a íntegra do debate na CNN.