CPI da Pandemia ouve o ex-ministro Nelson Teich nesta quarta-feira (5)

O ex-ministro Eduardo Pazuello também seria ouvido durante esta sessão, mas o depoimento foi adiado para o dia 19 de maio

Renato Barcellos, da CNN, em São Paulo
05 de maio de 2021 às 04:30 | Atualizado 05 de maio de 2021 às 06:42

A Comissão Parlamentar de Inquérito da pandemia de Covid-19 ouve nesta quarta-feira (5) o ex-ministro da Saúde Nelson Teich, às 10h. Ele será o segundo ex-ministro do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a ser ouvido pelos senadores.

O depoimento do médico oncologista estava previsto para a sessão desta terça-feira (4), às 14h. No entanto, o presidente da comissão,o senador Omar Aziz (PSD-AM), decidiu adiar em um dia a oitiva

Já o depoimento do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, que estava marcado também para esta quarta-feira (5), foi alterado para o dia 19 de maio. Pazuello alegou ter entrado em contato nos últimos dias com dois servidores do Poder Executivo que foram diagnosticados com Covid-19.  

Depois da sessão desta terça-feira (4), que ouviu o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta por mais de sete horas, o vice-presidente da CPI, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou em entrevista coletiva que, após os depoimentos de Nelson Teich, a comissão iniciará uma sessão administrativa para apreciar novos requerimentos.

Segundo Randolfe, devem ser analisados os pedidos de convocação do ex-chefe da Secretaria Especial de Comunicação Social do Governo Federal, Fabio Wajngarten, dos ministros da Justiça e da Economia, Anderson Torres e Paulo Guedes, respectivamente, além de empresas farmacêuticas, como a Pfizer e a AstraZeneca.