Governista afirma apostar em Aziz e Randolfe para investigar governadores na CPI

Senador Ciro Nogueira (PP-PI) falou sobre os "novos focos" da CPI da Pandemia em entrevista à CNN nesta quarta-feira (19)

Anna Gabriela Costa, Elis Franco e Rudá Moreira, da CNN, em São Paulo e Brasília
19 de maio de 2021 às 20:56 | Atualizado 19 de maio de 2021 às 22:16

O senador governista Ciro Nogueira (PP-PI) afirmou à CNN, nesta quarta-feira (19), apostar que os senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP) não irão se opor a investigar os governadores na CPI da Pandemia, em relação ao suposto desvio de recursos enviados pelo governo federal aos estados no enfrentamento à pandemia. 

Para Nogueira, os integrantes do G7, grupo que reúne senadores independentes e de oposição na CPI da Pandemia, não serão unânimes nas decisões referentes à investigação dos governadores brasileiros. 

"Uma parte dos senadores desse G7 não vai resistir para tentar impedir que se apure os desvios de recursos no nosso país. O Omar não vai votar para proteger governador, o Randolfe pela história de vida dele, pelo perfil não vai votar, o Eduardo acho que não vai votar em algumas situações, eu conheço, pode ter certeza", apostou o senador em entrevista à CNN

Ciro Nogueira ilustrou um cenário onde o governo sai em vantagem na decisão sobre as investigações da CPI da Pandemia. 

"Eu conheço todos os votos ali, esse 7x4 vai virar ou 6x5 ou 7x4 a nosso favor. As pessoas não vão resistir. Quando chegar os desvios de recursos públicos vai ficar muito maior que essa história de cloroquina, se o presidente usa máscara, isso ficará muito pequeno", disse. 

Para o governista, a CPI está chegando ao momento de "mudar de foco" e reiterou a participação de senadores para esta manobra. 

"Acho que a CPI está chegando em um momento em que temos que mudar o foco, essa semana chegou uma quantidade muito grande de material, principalmente no que diz respeito a desvio de recursos, sei que existe um desespero muito grande do meu amigo Renan Calheiros para tentar puxar o foco dessas situações, para evitar que se venha a tona o desvio dos governadores, mas não tem como. O Omar Aziz, o Randolfe, não vão votar contra isso. Esse G7 que vai virar, o foco da CPI vai virar com esse desvio de recurso e serão esclarecidos pela CPI".