Queiroga revoga nomeação de médica defensora da cloroquina

Mara Regina Cordeiro Pezzino havia sido nomeada para o cargo de diretora-geral do Hospital Federal de Ipanema, no Rio de Janeiro; revogação consta no DOU

Rafaela Lara, da CNN, em São Paulo
21 de julho de 2021 às 08:15 | Atualizado 21 de julho de 2021 às 09:39

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revogou nesta quarta-feira (21) a nomeação da médica Mara Regina Cordeiro Pezzino para o cargo de diretora-geral do Hospital Federal de Ipanema, no Rio de Janeiro. 

A revogação consta em portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta quarta. Nas redes sociais, Mara Regina já declarou se opor à vacina contra a Covid-19 e disse que não irá se vacinar.

A médica havia sido nomeada para o cargo pelo próprio ministro nesta terça-feira (20).

Ela também apoia medicamentos, como a cloroquina e a hidroxicloroquina, que não possuem comprovação cientifica para combater o novo coronavírus. 

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga
Foto: CNN Brasil/Isabelle Saleme