Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Anúncio de Lewandowski na Justiça “coroa o meu primeiro ano de mandato”, diz Lula

    Ricardo Lewandowski foi confirmado como novo ministro da Justiça nesta quinta-feira (11)

    Flávio Dino, Luiz Inácio Lula da Silva e Ricardo Lewandowski, respectivamente, da esquerda para a direita
    Flávio Dino, Luiz Inácio Lula da Silva e Ricardo Lewandowski, respectivamente, da esquerda para a direita 11/01/2024 - Reprodução/Ricardo Stuckert

    Renata Souzada CNNManoela Carluccida CNN*

    São Paulo

    Durante seu discurso, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comemorou o anúncio de Ricardo Lewandowski como novo ministro da Justiça, feito nesta quinta-feira (11). A avaliação do mandatário é de que a confirmação “coroa” seu primeiro ano de mandato.

    “Quero dizer para vocês que é um dia muito feliz, quero dizer ao povo brasileiro que ele vai ganhar com essas duas escalações: uma na Suprema Corte e a outra na Justiça. Então quero dizer para vocês que esse aviso é muito, muito gratificante, e ele coroa o meu primeiro ano de mandato”, disse.

    O comunicado foi feito ao lado de Flávio Dino, atual chefe da pasta, e do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski — cuja posse no novo cargo deve acontecer em 1º de fevereiro.

    Ainda no início de sua fala, o presidente afirmou ter ficado “muito feliz” com a confirmação de Lewandowski. “Ele ontem me comunicou que ele aceita ser o novo ministro da Justiça desse país, eu acho que ganha o Ministério da Justiça, ganha a Suprema Corte e ganha o povo brasileiro com essa dupla que está aqui ao meu lado”, acrescentou.

    Sobre a equipe que deverá ser montada pelo novo ministro da Justiça, Lula afirmou que tem o “hábito cultural de não indicar ninguém em nenhum ministério”. “Eu quero que as pessoas montem o time que ele vai jogar”, explicou.

    Desde sua aposentadoria, em abril do ano passado, Lewandowski passou a advogar. Ele também foi nomeado presidente do Observatório da Democracia, da Advocacia-Geral da União (AGU), e membro do Tribunal Permanente de Revisão do Mercosul. A Corte atua na mediação de conflitos legais entre os integrantes do bloco.

    Além dos elogios ao futuro ministro da Justiça, Lula também manifestou sua admiração por Dino.

    “Sempre sonhei que a gente deveria ter na Suprema Corte um ministro com a cabeça política. Que tivesse vivenciado a política, não que o que está lá não tenha, mas ninguém que está lá tem a experiência política que tem o Flávio Dino”, afirmou.

    A posse de Dino no STF está prevista para 22 de fevereiro.

     

    *Sob supervisão