Após reunião com Pacheco, Fux diz que instituições atuam em prol da democracia

Presidente do STF se reuniu com presidente do Senado nesta terça-feira em Brasília

Carolina Brígido

Ouvir notícia

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Fux, se reuniu nesta terça-feira (3) com o presidente do Senado e do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). Em nota obtida em primeira mão pela CNN, Fux afirma que  as “instituições atuam em prol da democracia”.

Segundo a nota do Supremo, eles conversaram sobre o “compromisso de ambos para a harmonia entre os poderes, com o devido respeito às regras constitucionais. E ressaltaram que as instituições seguirão atuando em prol da inegociável democracia e da higidez do processo eleitoral.”

Após o encontro, Pacheco falou a jornalistas. “Todas as instituições têm obrigação com a democracia, com o estado direito e com o cumprimento da Constituição. Esse alinhamento se faz através de diálogo, e é nisso que eu acredito”, afirmou.

“Eu não identifico algum problema havido institucional entre Forças Armadas e o Supremo Tribunal Federal. Pode haver acontecimentos pontuais, mas que não refletem numa crise que seja entre Forças Armadas e Poder Judiciário. Evidentemente que o Congresso Nacional tem o seu papel, em especial o Senado, de moderação, de busca de consenso, quanto mais possível sempre que puder buscar cumprir esse papel”, continuou.

Segundo Pacheco, Fux e o ministro da Defesa, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, irão se encontrar. Em sua opinião, “é fundamental que haja esse diálogo entre instituições que são igualmente importantes para o Brasil. Não há nenhuma mais importante que a outra.”

Neste domingo, o presidente do Senado havia escrito no Twitter que “manifestações ilegítimas e antidemocráticas, como as de intervenção militar e fechamento do STF, além de pretenderem ofuscar a essência da data, são anomalias graves que não cabem em tempo algum”. A postagem foi feita após alguns manifestantes do 1º de Maio atacarem o STF e ministros.

Bolsonaro vem fazendo críticas a ministros do STF e também à segurança das urnas eletrônicas, responsabilidade do TSE. No domingo, diversos atos aconteceram no Brasil em apoio ao presidente da República e ao deputado Daniel Silveira, condenado à prisão pelo STF e, na sequência, perdoado por Bolsonaro. Porém, em duas declarações distintas ontem, o presidente falou em defesa da “Constituição e liberdade” e não fez qualquer menção ao Supremo e ao processo eleitoral.

“Os presidentes do Supremo Tribunal Federal, Ministro Luiz Fux, e do Senado, Senador Rodrigo Pacheco, se reuniram nesta terça-feira (3) por cerca de 45 minutos na Presidência do STF.

Eles conversaram sobre o compromisso de ambos para a harmonia entre os poderes, com o devido respeito às regras constitucionais. E ressaltaram que as instituições seguirão atuando em prol da inegociável democracia e da higidez do processo eleitoral.”

Mais Recentes da CNN