Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Aras pede a STJ investigação contra Ibaneis Rocha, governador afastado do DF

    A CNN apurou que o MPF quer apurar as circunstâncias dos acontecimentos do último domingo (8) em Brasília, com depredação dos prédios dos Três Poderes da República.

    Manifestantes bolsonaristas invadem o Congresso Nacional, na cidade de Brasília
    Manifestantes bolsonaristas invadem o Congresso Nacional, na cidade de Brasília Wallace Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo

    Gabriela Coelhoda CNN

    O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) a abertura de uma investigação contra Ibaneis Rocha, governador afastado do Distrito Federal.

    A CNN apurou que o MPF quer apurar as circunstâncias dos acontecimentos do último domingo (8) em Brasília, com depredação dos prédios dos Três Poderes da República.

    O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, determinou o afastamento do governador pelo prazo de 90 dias.

    “Os desprezíveis ataques terroristas à Democracia e às Instituições Republicanas serão responsabilizados, assim como os financiadores, instigadores e os anteriores e atuais agentes públicos coniventes e criminosos, que continuam na ilícita conduta da prática de atos antidemocráticos”, disse Alexandre de Moraes.

    Para Moraes, o comportamento ilegal e criminoso dos investigados não se confunde com o direito de reunião ou livre manifestação de expressão e se reveste, efetivamente, de caráter terrorista.

    Em nota, subprocuradores-gerais da República repudiaram os atos de vandalismo e pediram que Aras tomasse as medidas necessárias à proteção do regime democrático e das instituições públicas.

    Mais cedo, Ibaneis disse que respeita a determinação de Moraes e irá aguardar “com serenidade” a decisão sobre a responsabilidade dos atos.