‘Barros quer ir à CPI para defender sua honra’, diz senador Marcio Bittar

Vice-líder do governo no Senado defende que Ricardo Barros (PP-PR) não tem envolvimento com a compra da vacina Covaxin

Produzido por Juliana Alves, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O vice-líder do governo no Senado, Marcio Bittar (MDB-AC), afirmou, em entrevista à CNN nesta segunda-feira (5), que o deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) quer prestar depoimento à CPI da Pandemia para “defender sua honra”.

Ainda sem data definida, a comissão quer ouvir Barros após o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) citar o nome do líder do governo na Câmara em depoimento no último dia 25. Segundo Miranda, Barros é o nome citado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em um suposto “rolo” na aquisição da vacina Covaxin.

“Não há uma denúncia contra Ricardo Barros; há uma ilação envolvendo o nome dele”, disse Bittar à CNN. “É uma ilação, mas vira, na mídia, como se fosse denúncia contra ele. [Barros] quer ir pra CPI para poder se defender e defender sua honra.”

Para Bittar, a CPI quer colher depoimentos apenas “de quem ela quer”. Ele defendeu que os senadores integrantes da comissão investiguem o uso de recursos passados a estados e municípios durante a pandemia. 

“O que a CPI deveria estar investigando é se a atitude dos prefeitos e dos governadores foi positiva ou não, se isso melhorou a crise ou aumentou ela”, afirmou o senador. “(…) Conheço Ricardo Barros e tenho convicção de que não há nenhuma atitude dele irregular, quanto menos criminosa nesse episódio.”

Senador Marcio Bittar (MDB-AC) em entrevista à CNN (05.jul.2021)
Senador Marcio Bittar (MDB-AC) falou à CNN sobre próximos trabalhos da CPI da Pandemia
Foto: CNN Brasil (05.jul.2021)

Mais Recentes da CNN