Bolsonaro chama vazamento de dados por hackers de “intimidação”

Foram divulgados dados pessoais de Bolsonaro e de seus filhos, além de informações sobre integrantes do governo, como a ministra Damares Alves

Marina Motomura

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, em post nas redes sociais nesta terça-feira (2), que o vazamento de seus dados pessoais por hackers é “clara medida de intimidação”. Segundo ele, medidas legais estão em andamento para que os crimes “não passem impunes”.

Perfis no Twitter que dizem pertencer ao grupo hacker Anonymous Brasil divulgaram na noite de segunda-feira (1º) dados pessoais de Bolsonaro e de seus filhos, além de integrantes do governo e aliados do presidente, como a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Leia também:

Parlamentares acusados de fake news dizem ao STF que não vão depor

MP-SP vai apurar se gabinete de deputado foi usado para propagar fake news

Análise sobre vazamentos deve ser feita de forma técnica pela PF, diz advogado

O ministro da Justiça, André Mendonça, disse que determinou que a Polícia Federal abra inquérito para apurar o vazamento.

Segundo Mendonça, “as investigações devem apurar crimes previstos no Código Penal, na Lei de Segurança Nacional e na Lei das Organizações Criminosas”.

Mais Recentes da CNN