Bolsonaro ouve ala política e não deve ir a ato com Silveira em São Paulo

Avaliação de aliados do presidente era de que a ida de Bolsonaro novamente a uma manifestação pública poderia atrapalhá-lo eleitoralmente

Caio Junqueira

Ouvir notícia

Aliados do presidente Jair Bolsonaro informaram à CNN que ele não deverá participar de um ato neste domingo (1º) na avenida Paulista promovido por militantes bolsonaristas em favor do deputado federal Daniel Silveira.

A ideia dos organizadores era reeditar a manifestação de 7 de Setembro, na qual presidente e ministros de estado desembarcaram em São Paulo e discursaram. Foi neste ato que ele xingou o ministro Alexandre de Moraes de “canalha”.

A avaliação de aliados do presidente, porém, era de que a ida de Bolsonaro novamente a uma manifestação pública poderia atrapalhá-lo eleitoralmente em um momento em que que ele vem conseguindo subir nas pesquisas eleitorais.

Além disso, há a leitura também no governo de que Bolsonaro venceu o embate mais recente com o STF tanto porque conseguiu o apoio do Congresso quanto porque teria, na visão de seus aliados, furar o campo bolsonarista e passar a mensagem ao eleitor de centro de que a decisão dos ministros com Silveira foi desproporcional.

Mas a percepção é de que se ele mantiver a posição de confronto, especialmente reeditando as manifestações de 7 de Setembro, a vitória poderá ser revertida em prejuízo uma vez que as pesquisas em mãos da ala política apontam que o eleitor de centro refuta radicalismos.

Dentro do mesmo raciocínio, o candidato do presidente a governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, também não irá participar, segundo seus interlocutores.

Procurada, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República disse que não foi comunicada do evento.

Mais Recentes da CNN