Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bolsonaro recebe lista feminina para vaga no Tribunal Superior do Trabalho (TST)

    Essa é a segunda vez na história do tribunal que a lista é composta apenas por mulheres

    Essa é a segunda vez na história do tribunal que a lista é composta apenas por mulheres
    Essa é a segunda vez na história do tribunal que a lista é composta apenas por mulheres Foto: Tribunal Superior do Trabalho/Divulgação

    Thayana Araújoda CNN

    em Brasília

    O Tribunal Superior do Trabalho (TST) enviou na quarta-feira (21) ao presidente Jair Bolsonaro (PL) uma lista tríplice composta apenas por mulheres para concorrer a uma vaga na corte.

    A regra constitucional obriga o presidente a escolher um dos nomes apresentados. A escolhida irá preencher a vaga aberta pela aposentadoria do ministro Renato de Lacerda Paiva, reservada para membros de carreira na magistratura.

    Essa é a segunda vez na história do tribunal que a lista é composta apenas por mulheres.

    De um total de 25 candidatos, sendo 19 homens e 6 mulheres, foram indicadas três desembargadoras de Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs) pelo Brasil. As escolhidas foram Joseane Dantas dos Santos, da 21ª Região (Rio Grande do Norte); Ana Paula Pellegrina Lockmann, da 15ª Região (Campinas); e Liana Chaib, da 22ª Região (Piauí).

    Depois que a Presidência da República indicar um dos nomes, a escolhida será sabatinada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal e submetida à análise do plenário da Casa, antes da nomeação.

    No dia 15 de agosto, foi eleita a nova direção do tribunal, que tomará posse em sessão solene marcada para 13 de outubro. O ministro Lelio Bentes Correia será o novo presidente; Aluísio Correia da Veiga será vice-presidente; e Dora Maria da Costa, corregedora.