Bolsonaro sobre fala de Mourão: “não delego assunto que é do presidente”

O presidente também reafirmou que a vacina escolhida pelo governo não será obrigatória e que não é atribuição da Anvisa

Ouvir notícia

 

O presidente Jair Bolsonaro não quis comentar diretamente a declaração do vice-presidente, Hamilton Mourão, à revista Veja de que o Brasil vai comprar a vacina chinesa. 

Leia também

Bolsonaro diz que vai reeditar decreto sobre parceria privada em unidades do SUS

A queda de braço que parou o Congresso e o ataque de Guedes aos bancos

À CNN, Jair Bolsonaro afirmou que ele [Bolsonaro] não delega assuntos de competência do presidente da República a ninguém.

“Eu não delego a ninguém tratar sobre qualquer outro assunto relacionado ao presidente da República. E a caneta BIC é minha e ainda tem tinta”.

O presidente também reafirmou que a vacina escolhida pelo governo não será obrigatória e que não é atribuição da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) pagar pela vacina.

“A vacina escolhida pelo governo não será obrigatória, e a Anvisa não paga a conta, ela apenas autoriza”, destacou Bolsonaro.

Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto
Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Palácio do Planalto
Foto: Ueslei Marcelino – 07.out.2020 / Reuters

 

Mais Recentes da CNN