Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Câmara aprova isenção de IPI sobre produtos da “linha branca” a atingidos por desastres naturais

    Medida foi avaliada pelos deputados após a calamidade no Rio Grande do Sul

    Mayara da Pazda CNN

    Brasília

    A Câmara aprovou, nesta quarta-feira (22), um projeto de lei que prevê a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) — um tributo federal — sobre produtos da chamada “linha branca” a pessoas atingidas por desastres naturais ou eventos climáticos extremos. O texto agora vai ao Senado.

    A medida vale para o Rio Grande do Sul, que tem sofrido as consequências decorrentes de chuvas e enchentes no estado.

    A linha branca é composta por eletrodomésticos que formam uma categoria de itens que são essenciais para o funcionamento de uma casa e para a realização de tarefas diárias, como cozinhar e lavar roupa.

    Segundo o projeto, entre os eletrodomésticos de linha branca que ficarão isentos de IPI, estão:

    • fogões de cozinha;
    • refrigeradores;
    • máquinas de lavar roupa.

    Além disso, também ficarão isentos de tributação:

    • tanquinhos;
    • cadeiras e sofás;
    • mesas e armários.

    A isenção será aplicada a produtos eletrodomésticos fabricados em território nacional, a residentes nos municípios com estado de calamidade pública ou situação de emergência reconhecida pelo governo federal.

    De acordo com o texto, a isenção de IPI também será estendida aos microempreendedores individuais atingidos.

    Para ter acesso à isenção, será necessária comprovação de residência na localidade atingida.

    O benefício poderá ser usado uma única vez para cada um dos produtos e por um membro de cada família atingida, salvo se uma região for novamente atingida por um desastre natural.