Câmara dos Deputados vota hoje PEC do Orçamento de Guerra

Texto-base foi aprovado em primeiro turno na segunda-feira, mas agora a matéria precisa ser votada e aprovada por 3/5 dos deputados para começar a valer

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ)
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) Foto: Najara Araújo - 05.mai.2020/Câmara dos Deputados

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), marcou para esta quarta-feira (6) o segundo turno da votação da proposta de emenda constitucional do Orçamento de Guerra. 

O texto-base foi aprovado em primeiro turno na segunda-feira (4), mas agora a matéria precisa ser votada e aprovada por 3/5 dos deputados (308) para começar a valer.

A PEC 10/20 estabelece um regime extraordinário para facilitar os gastos públicos com ações de combate à pandemia do novo coronavírus no país e tentar reduzir os impactos econômicos decorrentes das medidas de isolamento social.

Assista e leia também:
Análise: Para economistas, avanço do Orçamento de Guerra é positivo
Análise: Não vai haver consenso no Senado sobre PEC do ‘Orçamento de Guerra’

Para isso, o texto prevê a separação entre gastos com o combate à Covid-19 e gastos do Orçamento Geral da União, facilitando os processos de compras, obras e contratações de funcionários durante o estado de calamidade pública, decretado até o fim do ano.

A proposta também autoriza a União a descumprir a chamada “Regra de Ouro”. Assim, o governo federal poderá se endividar para pagar despesas como salários, aposentadorias e demais gastos da máquina pública. Antes da pandemia, isso seria considerado crime de responsabilidade.

Mais Recentes da CNN