Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Cinema e novela é para ensinar cultura”, diz Lula no Rio

    Em evento pelo Dia do Cinema Brasileiro, presidente disse que não se pode “ter medo” de entrar nos debates sobre cultura

    Em seu discurso, Lula disse que o governo “não tem que ser o patrocinador de tudo”, mas tem que ser o “indutor de tudo” na área cultural
    Em seu discurso, Lula disse que o governo “não tem que ser o patrocinador de tudo”, mas tem que ser o “indutor de tudo” na área cultural 19/06/2024 - Ricardo Stuckert/PR

    Maria Clara MatosHenrique Sales Barrosda CNN São Paulo

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, nesta quarta-feira (19), não querer “ensinar às crianças coisas erradas” por meio da cultura.

    “Sou da turma em que artista, cinema e novela não é para ensinar putaria, é para ensinar cultura e contar histórias e narrativas”, afirmou o mandatário.

    A fala ocorreu durante discurso em ato em homenagem ao Dia do Cinema Brasileiro, no Rio de Janeiro.

    Nós só queremos fazer aquilo que se chama arte. Quem não quiser entender o que é arte, dane-se, porque nós queremos muita arte, cultura e disposição das pessoas

    Luiz Inácio Lula da Silva

    Lula disse que não se pode “ter medo de fazer esse debate”, criticando pessoas que aparecem “falando, gritando e xingando bobagens” sobre cultura.

    “A gente vai recolocar pedra sobre pedra nesse país e vamos transformar a cultura (brasileira) em uma indústria poderosa”, disse Lula.

    Em seu discurso, Lula disse que o governo “não tem que ser o patrocinador de tudo”, mas tem que ser o “indutor de tudo” na área cultural.

    “O governo tem que criar condições para que vocês tenham acesso a fazer as coisas e que os empresários tenham uma postura digna de financiar filmes”, acrescentou.

    No evento desta quinta, o governo federal anunciou R$ 200 milhões para coproduções internacionais em 2025, recursos para expansão da Rio Estúdios, entre outras medidas.